Serei sempre a consciência crítica dessa sociedade. Só morto calarão minha voz.

Sharing is caring!

Decididamente, o governo municipal “governa” a cidade graças a mídia submissa, acrítica e incapaz de uma efetiva verificação de dados, quando apresentados. Apresentaram um correção salarial abaixo do índice oficial de inflação. Todos silenciaram, imprensa, políticos e até o sindicato. É patético quando todos compram a mesma versão. Isso não é imprensa, são repetidores de narrativas oficiais. Tomam o povo por bobo e a sociedade como uma legião de insipientes.

Ademais, calam diante de escândalos, que viram manchetes em toda a imprensa nacional, como se aqui fosse uma ilha, e não um ente federado da República Federativa do Brasil.

Os dados do CAGEA, apontando que Santiago gerou apenas dois empregos positivos formais, deveria ser objeto de reflexão, pois tal fato apenas corrobora a tese que sempre defendemos: que o comércio não forma cadeia produtiva por si só e a mão-de-obra é apenas reaproveitada, pois saem de um emprego e assumem outro, mas trata-se de uma rotatividade endógena, apenas isso. Assim, todo o estardalhaço oficial, com inauguração aqui e acolá, não passa de factóide.

Santiago precisa de um governo forte, de uma imprensa atuante, crítica e séria. Meu blog sozinho não faz verão. Embora eu faça a minha parte, embaixo de processos. Mas já disse, que minha voz só será calada se me matarem. Do contrário, serei a consciência crítica dessa sociedade. Editando o contraponto, abordando os assuntos sem medo de processos, e não me intimidando com a roda dos escarnecedores.

Comentar no Facebook

Deixe uma resposta