Santiago vai viver noite histórica: JOGO DA VIDA, NÃO AS DROGAS, PELA PAZ

Santiago vai viver uma noite memorável dia 29 de setembro. Seleção de craques, Ronaldo Luiz, bi campeão do mundo pelo São Paulo, Maurício, que foi atacante do inter, Tinga, dentre outros, contra a seleção de Santiago. O evento é organizado por um grupo independente de desportistas locais, na foto abaixo.

Verdadeiros desportistas locais, que surgem para acabar com os mamadores dos cofres públicos, conhecidos oportunistas.

 

Maurício
Ronaldo Luiz
Comentar no Facebook

Elegibilidade de Lula cada vez mais concreta (DCM)

Se vale para o deputado João Rodrigues (PSD), candidato à reeleição, tem que valer também para o ex-presidente Lula. E por que seria diferente? O advogado Luiz Fernando Casagrande Pereira, que representa Lula na Justiça Federal, vai invocar essa decisão como um dos fundamentos de sua batalha jurídica para garantir que Lula participe das eleições.

“Sem dúvida, esta é uma decisão que usaremos como referência”, disse ele ao DCM há pouco, depois de desembarcar em Brasília para acompanhar o registro da candidatura do ex-presidente.

Na liminar que concedeu ontem à noite, em habeas corpus em favor de João Rodrigues, que cumpre pena em Brasília, o ministro Rogerio Schietti Cruz suspendeu os efeitos da condenação e autorizou o parlamentar a se registrar para disputar a eleição e participar da campanha.

No entendimento do ministro, havia “iminente e irreversível” risco.

A decisão do STJ confirma entendimento da própria Justiça Eleitoral, como já havia destacado o advogado Luiz Fernando Casagrande Pereira, depois de realizar um minucioso estudo sobre as decisões do TSE em casos idênticos ao de Lula.

Ele vai apresentar ao TSE 145 casos das últimas eleições, em que candidatos a prefeito condenados criminalmente em segunda instância tiveram a oportunidade de disputar o pleito normalmente, e aguardar até a diplomação para obter uma decisão definitiva sobre eventuais inelegibilidades.

Esse foi o caso de Galileu Teixeira Machado (PMDB – Recurso Especial Eleitoral nº 6288 do TSE), que disputou a eleição de 2016 em Divinópolis/MG condenado criminalmente em segunda instância, teve o registro indeferido nas instâncias ordinárias, foi o candidato mais votado no município e apenas em 6 de dezembro de 2016 obteve decisão liminar do STJ que suspendeu sua inelegibilidade, levando o TSE a permitir que fosse empossado prefeito daquele município.

A mesma sucessão de fatos ocorreu com o candidato a prefeito de Conceição de Macabu/RJ em 2016, Claudio Linhares (PMDB— Recurso Especial Eleitoral nº 6288). Apesar de condenado criminalmente em segunda instância, como Lula, o candidato disputou o pleito com o registro indeferido e venceu as eleições.

Poucos dias antes da diplomação, em 14 de dezembro de 2016, o STJ deferiu liminar suspendendo os efeitos de sua condenação criminal, o que levou o TSE a reverter o indeferimento de seu registro de candidatura, possibilitando que assumisse o cargo que obteve nas urnas.

“Eu montei uma equipe para preparar um trabalho de jurimetria. O que é isso? É avaliar como é que a Justiça Eleitoral se comportou em casos idênticos ao do ex-presidente. Eu levantei milhares de casos, centenas de decisões judiciais e posso dizer com certeza. Se evitarem que o ex-presidente Lula chegue às urnas e ao horário eleitoral, farão algo que nunca fizeram no Brasil”, disse.

Com Lula, a justiça tem funcionado como tribunal de exceção, mas, se ele disputar a eleição e tiver mais de 50 milhões de voto, os magistrados terão coragem de barrá-lo?

Talvez tentem, dada a violência demonstrada pelas instituições em relação a Lula, mas não é por isso que ele e sua equipe devem ficar de braços cruzados e aceitar as ameaças.

A Justiça, ao final, não terá condições de ficar contra o Brasil.

D.C.M

Comentar no Facebook

Ministro do STF, Gilmar Mendes, diz que juízes precisam de psiquiatras

O ministro Gilmar Mendes, do Supremo Tribunal Federal, cobrou nesta terça-feira (14/8) maior rigor na análise de condutas de investigadores e ainda ações para coibir açodamento em apurações. Classificando a Operação Carne Fraca de constrangedora e de grande movimento contra a economia brasileira, o ministro afirmou que atualmente todos querem virar o juiz Sergio Moro, ganhar minutos de fama e que muitos estrupícios se juntam para produzir resultados desastrosos.

“Uma falha setorial, em um dado setor da economia, se magnificou de uma forma absolutamente irresponsável! Constrangedora! Fala mal das instituições, aponta para um delírio coletivo. Todos querem virar um Moro, ganhar um minuto de celebridade. Não precisamos de corregedores, mas de psiquiatras. Porque é um problema sério. Quer dizer, os estrupícios se juntam e produzem uma tragédia! Produzem uma tragédia! É constrangedor”, disparou.

Um dos principais desafetos do ex-procurador-geral da República Rodrigo Janot, Gilmar voltou a atacar sua gestão e disse que “mãos embriagadas” dele induziram ao erro o Supremo, como na prisão do banqueiro Andre Esteves no suposto episódio de compra do silêncio do ex-diretor da Petrobras Nestor Cerveró, no qual acabou inocentado.

(…) DCM

Comentar no Facebook

A desativação dos pardais eletrônicos na cidade de Santiago: reflexões que se impõem

É sabido da sociedade santiaguense que o governo do alcaide municipal Tiago Gorski não renovou, desde o início do ano, os famosos pardais eletrônicos de Santiago.

A decisão é de natureza financeira e também porque dá prejuízo aos cofres públicos.

A pergunta que não quer calar: então durante todo o governo Ruivo, houve prejuízos, os contribuintes pagaram a conta e só agora descobriram a anti-economicidade dos pardais eletrônicos?

Só em Santiago, uma cidade acrítica, aceita um besteirol destes.

Decididamente, eu não entendo onde está o senso crítico local, já que imprensa é quase toda pelega e abastecida com recursos públicos.

 

 

Comentar no Facebook

Divulgação do número do candidato antes do dia 16 de agosto

A matéria a seguir é do site o Antagonista:

“Renan Calheiros já está divulgando em suas redes sociais o número com o qual se candidatará à reeleição pelo MDB em Alagoas: 151.

Não pode.

A legislação eleitoral só autoriza a divulgação do número quando a campanha começar oficialmente, ou seja, nesta quinta-feira, 16 de agosto”.

ENQUANTO ISSO AQUI EM SANTIAGO/RS

Eu divulguei que aqui em Santiago, na semana passada, um candidato estava divulgando seu número no facebook, em filme.

É claro, aqui é uma ilha, onde os coronéis e seus afiliados podem tudo.

Comentar no Facebook

Execução em Santiago: a sociedade merece explicações

A morte do popular “cabeção”, a rigor, não tem nada a ver com supostas dívidas atuais com o tráfico, e sim, com dívidas atrasadas com os balas.

Ele agia sozinho e não queria mais se envolver com as facções e estava em crescimento, porém, persistia a dívida.

Como tem uma facção operando em Santiago, “cabeção” foi executado por demarcação de território.

A coisa está indo longe.

A SOCIEDADE só recebe desinformações.

Comentar no Facebook

Segura na minha mão

Pai, Segura minha Mão

por Tony Karlos

Pai segura minha mão
Pai segura minha mão
Eu tenho medo de cair
Oh pai não deixa não
Segura minha mão.

Pai, o mundo é tenebroso,
Tudo nele é ilusão, eu tenho
Medo de cair, óh pai não deixa
Não, segura minha mão.

Pai, o inimigo é tão cruel, ele
Quer me jogar no chão, eu tenho
Medo de cair, óh pai não deixa
Não, segura minha mão.

Pai, estou sendo perseguido,
E isto me causa aflição, eu tenho
Medo de cair, papai não deixa
Não, segura minha mão.

Comentar no Facebook