Sobre a greve os juízes pelo auxílio-moradia

Sharing is caring!

Eu estou na contramão do pensamento de esquerda. Acho que os juízes estão dando uma lição de cidadania, estão pleiteando um direito, não estou roubando e nem extorquindo ninguém.

Questionarmos a sentença do Moro é uma coisa, outra coisa é a análise da defasagem salarial (subsídios) dos magistrados e promotores.

Que os salários estão defasados, disso ninguém duvida. Qualquer servidor de cafezinho no senado ganha mais que um juiz.

Ademais, precisamos ter claro que os juízes têm nas mãos enormes responsabilidades. Praticamente tudo que diz respeito a nossas vidas, passa pelas mãos dos juízes.

Ser juiz é algo raro. Exige muita qualificação, muito estudo, e só os bem melhores logram êxito e tão complexo concurso. Bem ao contrário da política, onde qualquer picareta e enganador consegue ascensão … e tudo ´é permeado de corrupção. É raro ouvir falar em corrupção na magistratura, não que não tenha, tem um que outro, mas que nada representa no contexto da honradez da magistratura.

Um juiz ganha muito pouco, perto dos selários executivos do país. Perto de um jogador de futebol, de um agiota … E um juiz – para fortalecer e dignificar o Poder Judiciário – precisa – sim ganhar bem e muito bem.

Esse greve pelo auxílio-moradia não tem nada a ver com castas. É uma luta para dignidade, aliás, um raro exemplo de dignidade.

Comentar no Facebook

Deixe uma resposta