Reflexão Bíblica

 

 

30. Em épocas passadas, Deus não levou em conta essa falta de sabedoria, mas agora ordena que todas as pessoas, em todos os lugares, cheguem ao arrependimento.
31. Porque determinou um dia em que julgará o mundo com o rigor de sua justiça, por meio do homem que para isso estabeleceu. E, quanto a isso, Ele deu provas a todos, ao ressuscitá-lo dentre os mortos!”
32. Entretanto, alguns deles, assim que ouviram falar sobre a ressurreição dos mortos, começaram a dizer zombarias, e outros, ainda, exclamavam: “Sobre esse assunto te daremos ouvidos numa outra oportunidade”.
33. Depois dessas palavras, Paulo se retirou do meio deles.

(Atos, 17)

Um milhão de reais para moradias populares em Santiago, anuncia Marcelo Brum

Há mais de dez anos que Santiago não faz casas populares para as pessoas mais carentes. Os vereadores Gildo Fortes e Magdiel Bissaco sensibilizados com o drama dos irmãos santiaguenses que não tem moradia, nos solicitaram recursos, o que estamos destinando UM MILHÃO DE REAIS para construção de casas populares no município.
Nossa política é para as pessoas, não para partidos políticos!

A nova oposição santiaguense?

A nova oposição santiaguense está bem claramente identificada. Reúne os dois vereadores do PL, mais o ex-deputado Miguel Bianchini e será engrossada – agora – com o ingresso de Marcelo Brum, santiaguense, e deputado federal. Será uma oposição diferenciada e gigante para os padrões de Santiago.

Vou dizer e contar uma coisa: Marcelo Brum, embora vá para o PL, é sartorista (José Ivo Sartori) de primeira linha, no segundo turno.Isso é segredo e faz-de-conta que eu não contei.

Marcelo reúne – claramente – o PMDB, partido que nunca deixou de ser no jogo de siglas, e tem o apoio e o peso de Ruderson Mesquita.

A nova oposição de Santiago penetra forte nos meios evangélicos, com Marcelo e Magdiel,  Gildo e Bianchini seguirão católicos romanos.

Só não vejo ninguém espírita na nova oposição santiaguense. Mas logo aparecem.

A eleição de 2024 será diferenciada, mas as surpresas que virão. Sei de vários médicos locais muito próximos de Marcelo Brum, que planejou lançar um deles em 2020, só não se concretizou.

Falando em eleição, eu vou dar um palpite sobre a eleição de 2022, onde Marcelo Brum vai a reeleição. Eu acompanhei a primeira eleição de Marcelo em 2018. Agora, com a mega trabalho semeado em quase todo o Estado, sei os pontos forte de Marcelo. Fará entre 75 e 100 mil votos. Está eleito, embora eu ache que o campo dentro do PL se tornará mais competitivo.

Marcelo reeleito dará um impulso singular a nova oposição de Santiago, anotem e me cobrem depois.

Mesmo que não queiram existe desde já a nova oposição de Santiago. E não será fácil para o sucessor de Tiago Lacerda.

Seja como for, o certo é que temos a Nova Oposição de Santiago, e essa é mesmo nova e diferenciada mesmo.