Como ficaria a câmara de vereadores de Santiago pelas novas regras de cálculo das vagas?

Sharing is caring!

Como pouquíssimos sabem que o cálculo para a composição das câmara de vereadores mudou substancialmente, vou fazer uma simulação, sobre como seria a composição da atual legislatura (2016/2020) se fosse com as atuais regras que vão reger a eleição de 2020, eleições proporcionais.

A conta será feita pelo cociente, que é soma dos votos válidos, excluindo os brancos e nulos, dividido pelo número de vagas. As demais vagas seriam preenchidas pelas sobras.

Pelas novas regras o PP será enormemente prejudicado. É claro, isso é uma simulação, usando os resultados da eleição de 2016, quando houve 29.811 votos válidos. O cociente eleitoral foi de 2.293 votos.

O PP ficaria com 6 vagas.

PDT – 1

PMDB – 1

PSDB – 1

PT -1

PSD – 1

PTB – 1

Solidariedade – 1

Ademais, lembro a todos que a ADI nº 5947, do DEM, que questionava a constitucionalidade das sobras, foi julgada improcedente pelo STF. Assim, vale a regra do cociente e das sobras para a eleição desse ano.

Comentar no Facebook

Uma resposta para “Como ficaria a câmara de vereadores de Santiago pelas novas regras de cálculo das vagas?”

Deixe uma resposta