Comunidade jurídica em luto. Morre o LFG aos 61 anos

Sharing is caring!

LFG, Grande Professor, apaixonado pelo ensino jurídico, criou a rede LFG, era Mestre e Doutor em Direito, foi juiz de direito e promotor de justiça em São Paulo e partiu precocemente, deixando uma enorme lacuna no mundo jurídico. Sempre foi socialista e era filiado ao PSB.


Segundo a Revista Veja, morreu na madrugada desta quarta-feira, 1º, o deputado federal Luiz Flávio Gomes (PSB-SP). Aos 61 anos, o professor e jurista tratava um quadro de leucemia aguda há seis meses. A informação foi confirmada a VEJA pela assessoria de imprensa do parlamentar.

Luiz Flávio Gomes passou mal na noite de terça-feira e foi transferido a um hospital, em São Paulo, mas não resistiu. Em razão das recomendações dos órgãos de saúde, não haverá velório, e o corpo do parlamentar será cremado.

Eleito em 2018 com 86.433 votos, o deputado se licenciou de seu mandato na Câmara no dia 10 de setembro do ano passado. Em janeiro deste ano, realizou um transplante de medula e divulgou um vídeo em suas redes sociais no qual afirmava estar confiante em sua recuperação.

Mestre em direito penal pela Universidade de São Paulo, Doutorado na Espanha, foi juiz de direito e promotor de justiça em São Paulo. Luiz Flávio Gomes fundou, em 2003, a rede LFG de ensino telepresencial, destinada a cursos preparatórios para concursos públicos nas áreas jurídicas e fiscais. Em Santiago temos um polo do LFG/EAD, onde inúmeros advogados da região foram alunos.

=====


Na vaga de LFG, assume o jovem Ricardo Silva, que é filho do deputado estadual Rafael Silva (PSB). Advogado e também formado em filosofia e pós-graduado em sociologia. Foi vereador pelo PDT em Ribeirão Preto de 2013 a 2016, quando obteve 9.416 votos, sendo o parlamentar mais bem votado para um primeiro mandato.
Comentar no Facebook

Deixe uma resposta