Fonte Rádio Gaúcha: Governo antecipa o aumento da tarifa em 11%

Poucas pessoas sabem ler o que está acontecendo no país. Cegos não vislumbram o descontrole.

Prevendo a greve dos caminhoneiros, o governo federal antecipou um aumento da tarifa, via ANTT, em 11%.

É evidente que este custo será repassado aos super-mercados e vai estourar nos consumidores.

A situação do país marcha para o descontrole total.

Para Bolsonaro,  em eventual vitória, operando por hipótese, pois para ele e Paulo Guedes segurarem a inflação, essas tarifas de fretes caem tudo, pois não tem como segurar um processo inflacionário repassando os custos de fretes de lavoureiros para os consumidores nos super-mercados.

A bomba-relógio está armada.

Comentar no Facebook

Greve dos caminhoneiros promete parar o país a partir do dia 07 de setembro

 

Pipocam informações, whatsapps dos grupos articulados em todos os cantos do país.

As lideranças dos caminhoneiros anunciam um movimento de paralisação nacional para depois do dia 07 de setembro.

As articulação são públicas, estão em vários canais do youtube, rede sociais e até o blog o Antagonista noticiou a matéria.

É certo que não podemos sustentar que tal vai acontecer. Agora, é certo que existem milhares de pessoas fomentando este greve, que atingiria a eleição e até – possivelmente – suspenderia a eleição prevista para 07 de outubro.

Bastam duas semanas de greve dos caminhoneiros e a eleição estará suspensa.

Não estou afirmando que a greve vai acontecer.

Estou afirmando que se articula a grave nacional para após o dia 07 de setembro e o site O ANTAGONISTA corroborou a informação.

No cenário ruim, não teremos eleições e o caos vem aí … preparem-se.

No cenário bom, segue a baderna.

O governo Temer, aposta na greve, prorroga a eleição,  coloca em pauta a PEC que transfere as eleições gerais para 2020, cumulando com as eleições municipais e prorrogando os mandatos atuais em dois anos. Isso já aconteceu em 1980.

Essa greve é tudo que interessa ao PT, que ganha fôlego e faz brotar novas articulações, se o STF negar o recurso da decisão do TSE. Quanto mais incertezas, melhor.

O establisment do país e a rede globo que não sabem mais o que fazer com Bolsonaro, também precisam do caos.

Curiosamente, quem se ferra com este greve, se ela acontecer, é Bolsonaro.

 

 

 

Comentar no Facebook

Lula

Encerrado desde cedo assistindo ao julgamento de Lula no Tribunal Superior Eleitoral.

Uma boa aula de Direito, mas já sem chances.

Creio que a assessoria jurídica de Lula, antes de dar por vencida, tentará ainda o STF.

Mas que tá feia a coisa, tá …. abraços em todos.

Os petistas com quem eu falo, afirmam que se não ser Lula, vão de Bolsonaro.

E durma com uma salada ideológica destas ….

Tenho observado tudo quieto … To achando uma graça este pleito.

Comentar no Facebook

Recursos improvidos

Meus recursos de apelação ao TJ, em face do alcaide Tiago Gorski, foram improvidos.

Faz parte da luta.

Agora, é recurso extraordinário ao STF e a luta continua, no mesmo ritmo e sem medo, Como sempre. Trégua zero.

Não sou de transferir culpas e nem de chorar sobre o leite derramado. Assumo meus atos e cada vez mais compreendo as regras cínicas e hipócritas do jogo.

Engana-se quem acha que eu me intimido.

A HISTORIA ME ABSOLVERÁ

Comentar no Facebook

Rádio Santiago, uma concessão pública utilizada para fazer política partidária

Estava escutando os despautérios proferidos no ar, na rádio Santiago, pelo radialista Paulo Pinheiro.

Primeiro, eu que conheci e convivi com Jaime Pinto, sinto-me envergonhado de ver uma emissora, que é uma concessão pública, ser usada descaradamente para atingir pessoas da comunidade, desrespeitando a lei e incentivando práticas que ferem as regras do processo eleitoral.

Segundo, vou interpelar judicialmente a emissora, pois fui o advogado que questionou os abusos dos sons e os carros envelopados. Fui atingido no uso de minhas prerrogativas legais e constitucionais como Advogado e como cidadão.

Agi, Paulo Pinheiro, dentro da lei, da ordem e do Estado democrático de Direito.

Diante dos abusos, demonstrados, a Doutora Juíza Eleitoral, entendendo que a prática do candidato Júlio Ruivo estava errada, determinou a reposição da legalidade, da ordem e da isonomia entre os candidatos.

O senhor, no afã de defender o PP e o candidato Júlio Ruivo, foi longe demais, pois sua crítica estéril e partidária, insurgiu-se contra a legislação eleitoral do país e contra a ordem de uma Juíza Federal, posto que investida nessa função, devido a legislação eleitoral. Agora, se o PP de Santiago não têm assessoria jurídica que saiba ler o simples texto de uma lei, aí o furo é mais embaixo e revela bem a extensão do despreparo.

A Doutora Juíza agiu corretamente, dentro da lei e da ordem. O que deve causar estranheza em vocês é que descobriram que nem tudo está dominado em Santiago e existem pessoas não temem seus gritos, dentre eles, eu.

O PP estava errado e foi chamado a agir dentro da lei. Apenas isso.

Fora da lei, está o senhor e a emissora, criticando quem defende o cumprimento da lei e da ordem.

A rádio Santiago devia ceder seus microfones para alguém com decência e que respeitasse os membros da comunidade, não importa o quantum em publicidade a prefeitura despeja na rádio e nem se existem relação dos CCs da prefeitura com levianos acusadores da desordem.

Saliento e lembro-lhe que nem todos têm medo dos seus arroubos. Esse papel que fizeram nessa manhã, acusando a todos, só porque o PP estava errado, demonstra bem o nível da rádio, que devia ter um código de ética e respeitar a todos, eis que se trata de uma concessão pública. A rádio não é uma concessão para fazer campanha eleitoral para um partido e nem para atingir a imagem de quem é adversário do PP e seus candidatos.

Não pense esta direção e o senhor que vocês estão lidando com covardes que temem gritos em microfones.

A lei é igual para todos, doa em quem doer.

Daqui por diante, o senhor a direção da rádio político-partidária entenderão melhor o que digo,

Comentar no Facebook

Advocacia Prates

Atendimento somente com hora marcada.

Áreas de atuação

Direito Constitucional

  • Controle de Constitucionalidade
  • Mandado Segurança – Individual e Coletivo
  • Mandado de Injunção
  • Habeas Data e Habeas Corpus
  • Assessorias em CPIs
  • Assessorias a Câmaras de Vereadores
  • Dano Moral e Material
  • Pareceres afins
  • Representações do MP
  • Atuação Completa nos Direitos e Garantias Constitucionais
  • Direitos Sociais
  • Nacionalidade
  • Direito Sindical na CRFB/88
  • Administração Pública na CRFB/88
  • Direito dos Servidores Públicos
  • Direito de Greve
  • Crime de Racismo
  • Instrução de Passaporte

Direito Eleitoral

  • AIME
  • Crimes Eleitorais
  • Instrução de Cassação
  • Representações MP
  • Garantias Eleitorais
  • Recursos
  • Demais temas pertinentes ao Direito Eleitoral

Direito Trabalhista (Celetista e Estatutários)

  • Reclamações Trabalhistas
  • Direito do Trabalhadores
  • Direito dos Domésticos
  • Pareceres em Direito Empresarial / Trabalhista
  • Pareceres em Direito Individual dos Trabalhadores
  • Pareceres em Direito Coletivo dos Trabalhadores
  • Direito Sindical
  • Atualização em Súmulas, OJs
  • Direito da Gestante
  • Assédio Moral
  • Assédio Sexual
  • Dissídios Coletivos
  • Pisos Salariais Regionais

Direito Administrativo

  • Licitações e Impugnação de Editais
  • Sindicâncias e PDAs, em Prefeituras e Governo do Estado
  • Concursos Públicos
  • Processos Seletivos
  • Concessão e Permissão

Direito Penal

  • Habeas Corpus e CyberCrimes

Direito Homoafetivo

  • União Homoafetiva
  • Dano moral por Agressão Sexual
  • Dano moral por Assédio Sexual
  • Direitos da Pessoa Homossexual
  • Adoção por Casais Homossexuais

Direito Civil

  • Guarda Compartilhada
  • Regulamentação do Direito de Visitas
  • Usucapião
  • Inventário
  • Divórcio e Separação
  • Dano Moral e Material
  • Usufruto e Servidões
  • Vícios Ocultos
  • Contratos
  • Responsabilidade Civil
  • Pensão Alimentícia
  • Adoção
  • Investigação de Paternidade
  • Testes gratuitos da DNA

Direito do Consumidor

  • Direitos básicos do Consumidor
  • Responsabilidade por vícios do produto/ serviços
  • Decadência ou Prescrição
  • Práticas Abusivas
  • Cláusulas Abusivas
  • Defesa do Consumidor em juízo

Comentar no Facebook

LAVA JATO SÓ QUER MÍDIA E EXECRAÇÃO: Lewandowski sobre Dirceu, “Não Apresenta Periculosidade Alguma”

Lewandowski é juiz de carreira. Ministro do STF e acusou duramente a lava-jato.

CLICK POLÍTICA – O Ministro Ricardo Lewandowski, durante voto pela liberdade de José Dirceu no Supremo Tribunal Federal, acabou com o “show de pirotecnia” da Lava Jato de Curitiba.

Disse o magistrado, “São réus que não apresentam a menor periculosidade, não apresentam nenhum perigo à ordem pública, não quebraram a paz social.”

O fala do ministro chama a atenção para o caso do ex-presidente Lula, preso sem provas pelo juiz Sérgio Moro.

Ministros do Supremo não veem explicação jurídica plausível para a manutenção de Lula no cárcere.

Porém, a estratégia de Moro não vem dando certo. O ex-presidente só faz crescer nas pesquisas de intenção de voto.

Comentar no Facebook