O salame de Eduardo Leite e o movimento de homossexuais não praticantes

Sharing is caring!

Baixaria sem precedentes foi protagonizada pelo presidente Bolsonaro na Expointer. Ao ver um salame tipo exportação, fez uma analogia com o símbolo fálico masculino e sugeriu que fosse usado pelo governador do Estado do Rio Grande do Sul, Eduardo Leite. É uma postura deselegante e grosseira, partindo do presidente do país. Deve levar um processo por homofobia, pelo que sei a PGE já foi instruída.


Hoje, ouvindo a live do Professor Paulo Giraldelli, filósofo da esquerda reflexiva, descobri que o pessoal do movimento anti-bolsonaro em São Paulo, esses que vão de branco, declaram-se homossexuais não praticantes. Essa para mim é nova. Minha filha que é uma grande estudiosa desses esteriótipos, nunca tinha me falado nessa classificação.

Comentar no Facebook