Tenente Bianchini fala e a novidade na convenção do PP

Sharing is caring!

O ex-vereador e ex-deputado Miguel Bianchini, ao ensejo de ser citado em matéria do blog, explicou-me que – de fato – tirou uns dias para se dedicar a sua família, sua esposa e filhas. Contudo, aduz que não se afastou da política e que sequer convidou Guilherme Bonotto para ser seu vice. Entende o ex-deputado que o convite ao vice não compete a ele. Reafirma que colocou seu nome à disposição dos santiaguenses para concorrer a prefeito, mas que sua candidatura não é absoluta, eis que defende a unidade de toda a oposição e acha um erro duas candidaturas no campo oposicionista. Entretanto, segue suas atividades.

Em nenhum momento citou como pretende gerar a unificação das oposições, embora tenha frisado com clareza que duas candidaturas da oposição, quiça até três (com a recente decisão do PT) favorecem a situação.

====

Historicamente, as convenções do PP são marcadas pela imprevisibilidade. Tudo começou com a vitória do vice-prefeito Chicão sobre o Prefeito Toninho Gomes.

Disse-me um familiar do vereador Piru Gorski que ele parece inclinado a não aceitar a candidatura a vice-prefeito. Uma alternativa que vem sendo cogitada e que une amplo espectro do PP e a imprensa local ( com exceção do meu blog) é o secretário de saúde Éldrio Machado, que poderá compor uma chapa com o prefeito Tiago Lacerda. Éldrio seria vice-prefeito.

Décio Loureiro também sonha com a vice, mas bate de frente com a força de Éldrio Machado.

A mesma fonte me revelou algo novo, qual seja, que o ex-prefeito Júlio Ruivo vai mesmo disputar a convenção do PP que indicará o candidato a prefeito. Ruivo teria como vice de sua chapa o engenheiro Rodrigo Gorski, filho de Chicão. Aguardemos, pois, visto que se sabe que ala mais antiga do PP está fechada com Ruivo, embora eu, pessoalmente, analisando a composição do diretório, acredito que Tiago aparelhou o diretório no melhor estilo à Maquiavel.

=======

Por fim, saindo um pouco fora da política local, o chimarrão e o tererê estão na mira Ministério da Saúde e de todas as autoridades sanitárias devido a facilidade de contágio em época de coronavírus.

Comentar no Facebook

Deixe uma resposta