Capão do Cipó / panem et circenses, cabaré e circo real

Sharing is caring!

Caio Graco cunhou a máxima, pão e circo, justamente para caracterizar as administrações que vivem de aparência. Que nada fazem de concreto.

Capão do Cipó, bastou uns dias meus, no meio do povo, que eu pude sentir. E como pude.

A administração Froner, ao sabor do que colhi das pessoas, é um desastre, muito papo furado, promessas, e, de concreto nada. Nem estou falando no nepotismo cruzado, que a palavra final ficará com o ministério público.

Empreguismo é a palavra chave.

Na educação, fiquei perplexo, como as aparências enganam. A cidade pujante e com fama de ser rica, sequer tem uma escola de ensino médio. Os alunos são obrigados a viajaram ao interior, Carovi, por que a cidade não tem escola de ensino médio. A subsecretária de educação do Estado me deu informações bem diferentes do que é difundido na cidade. O certo é que a falta de gestão estratégica faz os alunos viajaram até o Carovi, comendo poeira, para cursarem o ensino médio. E a cidade que é vendida como modelo, rica, isso e aquilo, sequer tem uma escola de ensino médio. Assombroso, para não dizer patético.

O governo Froner, o que ouço pelas ruas, botecos e bares, é o governo da promessa, do lero-lero. Um governo tíbio, com o passar dias eu vou passar a contar as promessas não cumpridas. São tantas. Não as esporei nessa breve crônica.

As anomalias, envolvendo servidores, serão objeto de pedidos constitucionais de informações, com cópias para o Ministério Público e para a Procuradoria do Ministério Público do Tribunal de Contas.

O que eu tenho em mãos, envolvendo as diversas áreas do município, são assombrosas. Inclusive, creio que o povo tem direito de saber o conteúdo da sindicância para apura o furto dos pneus. Como a juíza federal deu publicidade a tudo e quebrou o sigilo de justiça, eu mesmo divulgarei e todos poderão ler, como são os processos licitatórios, da empresa contratada, do prestador de serviços …

Já me disseram que eu serei assassinado.

Já comuniquei a comissão de direito de humanos da OAB e saibam que qualquer atentado contra minha vida, não será como a do falecido Alecir.

Eu não tenho medo. Farei meu trabalho jornalístico sempre. E, como advogado, também seguirei no exercício de minhas prerrogativas. E quem quiser atuar como jagunço contra mim, se dará mal, podem até me matar, mas o estouro será grande. O coronel Itacir Flores e meus advogados em Porto Alegre já fizeram chegam um dossiê ao comando da Brigada Militar. O furo, comigo, é sempre mais embaixo.

Se eu tivesse medo da morte, não faria essa postagem e nem classificaria o governo Froner de medíocre. Essa é minha opinião;

Aqui tem muita armação. Além do imaginável.

Para completar, Cipó agora tem um cabaré, famoso, está marcando época na cidade; isso é bom, não sei se todos terão como desopilar, mas que é bom é bom. Não sei como estão os ritos legais no executivo municipal. Mas vou saber. O procurador Munareto eu o conheço do governo Vulmar Leite, em Santiago, era o maior inimigo do PP…o tempos mudam e os homens também.

E também tem um circo. Diverte o pessoal; pureza, trabalho puro, arte pela arte.

Eu me declaro inimigo político do governo Froner e não vou perdoar nada, daqui para frente. Minha ação será jornalística e jurídica. E toquem no meu nome, Procurador Munaretto, eu sei tudo o que tenho dito, tenho fontes onde vcs menos sonham.

Começa aqui hoje uma nova fase. Não minto. Jogo aberto, inimigo político é inimigo político. Espero que todos saibam que sou PDT e só vou parar quando ver a derrota do governo Froner. Eu tenho Cristo em meu coração, sou evangélico e não ando com a Bíblia embaixo do braço enganando ninguém; quem está comigo, está comigo. Quem conheço meu coração é Deus.

Poderia ser diferente depois de tudo, Procurador Munaretto, Prefeito Froner?

Comentar no Facebook

Deixe uma resposta