Funcionalismo, caos, lágrimas e revoltas.

Sharing is caring!

Véspera de feriadão. Paz na cidade de Santiago e preparativos republicanos.
Hoje, teria que ir a São Borja, buscar minha filha, mas não foi possível. Matamos a saudades pelo whatsapp.

Greve dos professores nessa época, esculhanba ano letivo, compromete férias das crianças, dos pais e tudo vira matação e péssima qualidade do ensino. Tudo perdido.

Prelúdio de caos no mês de novembro,.

Estado não vence pagar a folha. Pobres servidores públicos, amargam parcelamentos, juros extorsivos nos cartões e uma situação difícil de ser colocada em dia.

Imaginem o Natal e Ano Novo que teremos.

Casos, lágrimas e revoltas.

Comentar no Facebook

Deixe uma resposta