Pela extinção das defensoria públicas estaduais

Sharing is caring!

Ontem à tarde, recebi em meu escritório a visita do Advogado Júlio Garcia, da chapa MUDA OAB. Abordei com ele a discussão que estou travando com o amplo grupo de advogados republicanos, sediados em Alegrete e Caxias do Sul.

Todos nós defendemos a extinção das Defensoria Públicas. É impossível os advogados aceitaram o que que esta instituição, fomentada por recursos públicos, está fazendo.

Primeiro, agem atrás dos balcões dos FORUNS, sentam e conversam com os juízes como compadres, ferem totalmente a isonomia entre as partes.

Por outro lado, a definição de “carente” ficou elástica demais, não existe critério, afora as DPs defenderam marginais e traficantes, prejudicando o excelente trabalho do Ministério Público, o Estado pode – sim – fornecer advogados para carentes.

Minha proposta é que exista uma lista por subseção da OAB de advogados que se dispõem defenderem carentes, com uma tabela oficial e o Estado remunera os advogados pelos serviços prestados.

Fica a instituição, mas seus quadros devem ser colocados em extinção ou seu funções e atribuições redefinidas.

Esta é a concorrência mais desleal que existe dentro da advogacia. Todos os recursos e aparatos do Estado são usados pelas DPs. E, ademais, os critérios atuais de seleção de “carentes” estão sem controle, existe fomentação de guerra entre casais, as defensorias semeiam ódio, geram intrigas e atuam muito mais como promotoras do que defensoras, pois para defender, acusam.

No papel, é muito bonita a concepção jurígena de criação das DPs. Na prática, é um inferno.

Conclamos a todos os advogados que concordam com esta proposta, que entrem em contato comigo, pois já somos um grupo independe com mais de cem advogados. Só que vamos para a eleição unidos e fecharemos com a chapa que acolher nossas propostas.

Por outro lado, eu acuso que dentro do EPEJUR da URI, existe uma lista de advogados, para onde são encaminhados os casos. A direção da URI deveria intervir imediatamente e terminar esta captação de clientes usando o escritório de práticas jurídicas da URI.
Contatos pelo whats 55 999 010414.

JÚLIO PRATES

Comentar no Facebook

Deixe uma resposta