O aborto e a esquerda maniqueísta. Da semeadura do ódio e o não respeito ao pensamento diferente

Sharing is caring!

É impressionante como estas feministas do PT e da esquerda querem impor suas idéias sobre o aborto. Os homens, acovardados, não ousam discordar.

Trata-se de um bando de idiotas, autoritárias, escondendo-se atrás de condição de mulher.

Aborto é crime contra uma vida indefesa. Ponto final. Não abro mão do meu entendimento. Gostem ou não, é o que eu penso, são minhas convicções pessoais e morais. Sou pai de uma filha, uma filha linda, saudável, que encanta a todos com sua alegria e felicidade. E se eu tivesse comprado o abortivo?

A esquerda é burra e maniqueísta.

Todo o esquerda precisa ser abortista.

Todo o esquerda precisa ser contra os judeus e contra Israel.

Todo o esquerda precisa odiar qualquer o juiz ou juíza de de direito.

Não sou abortista, sou a favor da paz entre judeus e islâmicos e não vejo problemas nos juízes, tenho divergências pontuais, normais numa relação advogado x juiz.

Quem leu aquela manifestação no meu face, mandando-me enfiar a “bíblia no cu”, revela bem a encruzilhada e o radicalismo das imbecis.

Sou contra a legalização do aborto, sou a favor da descriminalização, apenas isso. Não tentem me impor um pensamento que fere minhas crenças e tornar-se-ão meus inimigos e inimigas.

Em 1987, na Revista Ponto de Vista, em Porto Alegre, escrevi meu primeiro ensaio sobre o assunto. Passados 31 anos, continuo com a mesma ideia e o mesmo campo de opiniões e convicções.

Comentar no Facebook

Deixe uma resposta