Ex-Presidente do STF dispara contra o STF: ” “Julgamento de Habeas Corpus no meu tempo não dependia da vontade de presidente, isso foi criado agora com Lula!”

Sharing is caring!

Em entrevista à Folha de São Paulo, o ex-presidente do Supremo Tribunal Federal (STF) e advogado de defesa do ex-presidente Lula, Sepúlveda Pertence, elucidou diversos pontos sobre sua relação com a presidente do STF, Cármen Lúcia e de como está sendo a relação com Lula. Segundo Pertence, sua relação com Cármen é de longa amizade e ainda não conversou com ela, sobre o caso de Lula mas, caso ocorra, será em um nível de decência advocatícia.

Ainda, não deixou de espetar o tribunal, afirmando que em seu tempo, Habeas Corpus não dependia da presidente do tribunal, neste caso Cármen Lúcia. Era uma questão automática, era simplesmente posto na mesa.

Pertence também afirmou que Lula está disposto a lutar até o fim de todos os recursos possíveis no judiciário. Falou também, que se o ex-presidente for preso, entrará imediatamente com alvará de soltura. Já quanto à sentença e o julgamento no TRF-4 disse: “Prisão de alguém antes do trânsito em julgado, a meu ver, só se justifica pelos motivos similares aos da prisão preventiva. O juiz Sergio Moro, que Deus o tenha, determinou a não execução. No final de sua sentença [sobre Lula], confere a possibilidade de apelar em liberdade.”

Comentar no Facebook

Deixe uma resposta